sexta-feira, novembro 28, 2008

A vida é bela




Não sei, mas me vendo 23 anos depois, dá pra pensar que eu tinha (e ainda tenho) uma cara meio tímida que diz: "é você a vida, então? Hmm. Tá bem. Podemos ir".

***
29,0ºC, o Guaíba alguns metros mais baixo e só o que derrete é o meu coração. Um nó vai fazendo circunvoluções na parte superior da minha caixa torácica e me causa coceiras internas e eu, 23 anos depois, faço a mesma cara. É você, né? É. A vida, ela.

5 comentários:

camille disse...

Oh, essas fotos... Eu não sei o motivo, mas sempre me fazem sorrir.
Será que eu te encontrei? Já vi algumas fotos tuas, então fiquei na dúvida entre duas menininhas.
Beijinhos.

Isabel Alix disse...

Não me odeie por isso, mas eu simplesmente não consigo saber qual das menininhas é você. Fiquei procurando a menininha com a cara de "é você a vida, então? Hmm. Tá bem. Podemos ir" mas não tive êxito.

Me conta depois?

Lilly disse...

Querida Amèlie,
nostalgia sempre me enche de melancolia. Damn, sexta-feira cinza...

Ana Ri disse...

eu até acho que te encontrei... :)

Libertad disse...

ah, bunitinha demais. pra mim, sem qualquer dúvida, é você ali, servindo de ombro amigo. beijo grande, rs.