quarta-feira, novembro 28, 2007

Está no cérebro



2001 já é passado. Não que eu não tenha me dado conta antes, mas dá pra olhar uns poucos anos atrás (poucos até 2008?) e perceber que a mudança não foi pouca, seja nas fotos sem muita noção estética, nos quilos que se ganhou ou perdeu, ou mesmo no gradual e inevitável abandono de uma inocência que ainda pode existir, apesar de escassa.

Mas saudade sempre existe.

E memória, o que é ela?

2 comentários:

Cinara disse...

Ganhei O Segredo, de presente de aniversário...rs. Vou tentar reprogramar o meu cérebro e depois te conto. Porém, algumas lembranças eu espero que sejam eternas.
Beijinhos

belly disse...

A memória é uma âncora. No bom e no mau sentido.