segunda-feira, julho 02, 2007

Inspira-Expira

Fazendo minhas as palavras da Alena, é preciso sabermo-nos-humanos, seres que inspiram e expiram.
Eu fiz isso, ontem. Faz um bem. Mandei embora os pensamentos que afligiam minha cabeça e coloquei no lugar um quase vazio que era, na verdade, um sentimento de esperança e otimismo e confiança na autenticidade do que realmente sinto. Se isso vai se concretizar, eu não sei, mas me dá uma boa sensação de paz de espírito.

Um comentário:

Alena disse...

Lisonjeada pelo link!

Faz um bem sim.
Lívia, eu estou agora num processo de expirar total. Dói. E é tão necessário.