segunda-feira, setembro 06, 2004

Beijos malogrados, frescuras paulistanas, boates vazias, jantares saborosos... tudo no mesmo fim de semana, além do sábado na praia chuvosa e do vindouro feriado propriamente dito, que não sei o que promete.
Tempo para surpreendentes reencontros, em plena feirinha do Largo da Ordem domingo de manhã. O ex-amor da minha vida (de uma das vidas passadas, leia-se), passeando de mãos dadas com a namorada... e de fato, só quatro horas de distância nos separam, mas eu não tinha mais telefone, o mail era mais uma convenção social e pronto... no entanto, vi, gostei, sorri e fiquei cinco minutos reflexiva depois. Alguns acasos são fofinhos, enfim.
Também o sábado foi dia de reencontros. No caso, minha irmã gêmea japonesa, e muito do que acontece na minha vida atualmente tem o Mafalda como plano de fundo. Mas essa semana, a irmã-gêmea japonesa descobriu que nasceu em 28 de abril, e não 29, como reza sua certidão de nascimento. Creio que nada pode ser mais autêntico que o cartãozinho do berçário, não? E assim, nossos mapas astrais não são mais tão parecidos.

Nenhum comentário: