sexta-feira, maio 02, 2008

Hurricane



Como sobreviver a um ciclone extra tropical que varre as folhas das árvores, estraga muito mais que os penteados e nos deixa todo errados? Faz-nos perscrutar o jornal em busca de sinais, de previsões meteorológicas, mesmo das intempéries que já passaram, do cheiro da terra molhada, esquecidos da destruição.

(E o padre, o vento levou)

5 comentários:

samya disse...

Tudo bem minha querida e você?
Te conto que você iria amar estar em Paris agora, o sol parece que vai ficar de verdade, a cidade esta cheia de flores, tulipas, narcisos, papoulas. O jardin des plantes esta um luxo, cheio de gente caminhando por toda parte, gente de todo jeito, de toda cor, nada padronizado,nada obrigatorio.
Me sinto tão feliz quando esta cidade esta cheia de sol e flor! Fui ontem depois do trabalho no cafe da mesquita, tomar um chazinho e fumar um narguilé. Amanhã vamos fazer um pic nic, você vem com a gente? Um otimo fim de semana para você.

Lívia Araújo disse...

Me provocar assim com uma primavera em Paris é covardia! Eu fumo narguilé aqui em Porto Alegre, mas em Paris seria uma experiência legal. ;-)
Profite-en!
Beijinhos.

Bela Figueiredo disse...

nada como morar num térreo e não acessar o terra.

Virgínia disse...

Adorei essa imagem, não peguei o ciclone, só a chuva.

Lili Cheveux de Feu disse...

meeeedo.