quarta-feira, julho 18, 2007

Nem Asimov fazia idéia


Bombeiros limpam o resultado das declarações da ministra que goza e do ministro da prosperidade brasileira. Foto de Ricardo Nogueira/Folha Imagem

Inépcia. Incapacidade de decisão. Ignorância da mente e robotização dos critérios de avaliação. Características principais de gente cujo trabalho influencia a vida de milhares de pessoas. Não são eles. Somos nós.

Eu hoje fui um robô que raciocinava, processava informação e digitava análise noticiosa sobre os vários desdobramentos possíveis - econômicos, profissionais, emocionais - sobre o acidente com o vôo 3054 da TAM. Telefonava para pessoas, dava pêsames, mas vamos trabalhar. Será justo fazer isso?
No decorrer do ritmo louco do novo trabalho, ocorrem-me pensamentos: tragédia talvez não seja a palavra certa para definir o que aconteceu. Tragédia, se gregos fôssemos, seria o espaço para sublimar as misérias humanas, para crescer com as dificuldades e os problemas da vida e sobrevivermos ao desespero, à mesquinhez, à insensibilidade e às armadilhas do destino. Não é o caso, aqui. Pois dez meses depois de uma dessas armadilhas, ninguém aprendeu nada, avisos foram ignorados e mortes que poderiam ser evitadas acontecem pela incapacidade de aprendermos com as legítimas tragédias.
Só agora, hipnotizada pelo Jornal Nacional, permito-me chorar, não por parentes e amigos que estivessem naquela aeronave, mas pela carbonização de seres humanos, que a gente só percebe que não são robôs quando sua carne se queima e sua existência é desligada dos laços que têm com outros seres humanos iguais, diferentes, parecidos... Os que ficam seguirão os mesmos? Esquecerão que podem ser os próximos e que a (falta de) atuação de toda a engrenagem de gente que move o país pode proporcionar novos 'acidentes' e novas mortes em massa?

2 comentários:

Mari Thomé disse...

A gente pouco se dah valor. Nem a carne pegando fogo faz um povo que vive votando reagir e se sentir vivo.
Como eu, como todos que soh falam e pouco fazem pra mudar tudo isso...
:(

Jorge disse...

Está sendo uma imensa dor.
Não está na hora do governo controlar as empresas aéreas? A TAM sabia do avião com problema e mesmoa assim o deixou a operar.
Por Deus, a vida humana virou um grande comércio de gente estúpida e injusta.